oficina de percussão

RITMOS BRASILEIROS E UNIVERSAIS 

Conceito
Os instrumentos de percussão são uma excelente ferramenta para vivências musicais, pois possibilitam um resultado sonoro rápido sem a necessidade, em princípio, de estudos teóricos densos.

O aluno sente-se capaz ao alcançar com relativa facilidade o prazer de fazer música através de instrumentos como cajón, surdo, ganzá, clavas, pandeiro, bongô e, principalmente, com o próprio corpo.

A oficina oferece aos participantes uma oportunidade de conhecer e aprender os seguintes ritmos brasileiros:

1) Samba.
2) Partido alto.
3) Baião.
4) Xote.

E os seguintes ritmos universais:
1) Rock.
2) Hip Hop.

Ao ampliar o conhecimento cultural do ser humano, conseguimos fomentar em cada indivíduo a tolerância na relação com os outros e o respeito à diversidade que é um dos elementos mais ricos na composição de qualquer cultura.

 

Objetivos
1) Formar repertório cultural capaz de proporcionar discussões e reflexões sobre preferências musicais, com vocabulário adequado, independente dos gostos pessoais.
2) Apreciar gêneros musicais diferentes, reconhecendo seus elementos na música contemporânea.
3) Desenvolver a capacidade de atenção e concentração durante as apreciações musicais.
4) Conhecer realizações musicais de sentido universal e estabelecer relações com a música contemporânea.
5) Ampliar o conhecimento cultural musical através de ritmos brasileiros e de ritmos de outros povos.
 
 

Metodologia
Nas oficinas apresentamos os ritmos de acordo as leis de maturação nervosa do desenvolvimento psicomotor do corpo todo para as partes; do simples para o complexo, do grande para o pequeno, de cima para baixo com atividades diversificadas:

1) Vivências corporais com os ritmos citados: percussão corporal com parlendas e rimas.
2) Apreciação auditiva e visual dos ritmos citados.
3) Apresentação de repertório para apreciação musical relacionado a cada ritmo abordado.
4) Composição coletiva de células e estruturas rítmicas características com parlendas e/ou rimas sobre os ritmos abordado.
5) História, curiosidades, fusões e possibilidades que estes ritmos oferecem.